SISTEMAS CLIMÁTICOS: Chove em vários municípios


Voltou a chover, durante o dia de ontem, no Ceará, principalmente na Região do Cariri. Conforme dados da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), as chuvas atingiram 13 municípios em todo o Estado.

As maiores precipitações registradas pela Funceme aconteceram nos municípios de Barro (57.1 milímetros), Missão Velha (55.8 milímetros) e no município de Abaiara, onde choveu 43.2 milímetros.

Centro sul

Também foram registradas precipitações nos municípios de Ibiapina (40 milímetros), Mauriti (37 milímetros), Brejo Santo (34 milímetros), Milagres (28.5 milímetros), Araripe (12.5 milímetros), Itapipoca - Posto Arapari (5.0 milímetros) e Penaforte (4.0 milímetros). As chuvas caídas ontem foram decorrentes da presença de dois sistemas climáticos: um sistema frontal posicionado na região Centro Sul do Estado e um Vórtice Ciclônico de Altos Níveis, verificado por sobre a região Nordeste do País, próximo ao Ceará.

Ontem, a maioria das regiões permaneceu com céu entre parcialmente nublado e claro durante grande parte do dia.

Instabilidade

Segundo o meteorologista Leandro Valente, da Funceme, o Ceará deverá permanecer hoje sob a influência de áreas de instabilidade atmosférica que se formam em virtude da presença de um Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN).

Por isso, podem ocorrer chuvas isoladas no sul do Estado entre a madrugada e a manhã de hoje. Já para amanhã, sábado (20), a Funceme prevê céu entre parcialmente nublado e claro em todas as regiões cearenses ao longo de todo o dia.

Baixa pressão

"Há muitas nuvens localizadas por sobre o Ceará. Esta nebulosidade está associada a áreas de instabilidade ocasionadas pela presença do sistema atmosférico Vórtice Ciclônico de Altos Níveis, que é um sistema de baixa pressão atmosférica e de circulação horária a aproximadamente 12 Km de altura, que se encontra próximo ao Nordeste brasileiro. Deste modo, há probabilidade de chuvas de pequenas proporções em algumas regiões do Ceará, principalmente nas áreas localizadas ao leste do Estado", alertou Leandro Valente.


Fonte: DN