VENTOS E RAIOS: Chuvas causam estragos em escola e posto de saúde em Potengi

Entre outros estragos, paredes de casas e telhados ficaram destruídos na cidade
(FOTOS: IVANILDO SOUZA / DIVULGAÇÃO)
As chuvas caídas durante toda a noite da última quinta-feira e madrugada desta sexta em Potengi, a 500 km de Fortaleza, que somaram um total de 84 mm, trouxeram danos e preocupações a moradores de diversos bairros da cidade. As precipitações, conforme populares, foram acompanhadas por forte ventania e grande quantidade de raios.

Casas ficaram completamente destelhadas e houve alagamento em alguns pontos da cidade. Na escola municipal José Edvaldo de Souza a cobertura da quadra poliesportiva cedeu, ocasionando a interrupção das aulas durante toda esta sexta. Na Vila Padre Cícero, o Posto de Saúde construído para atendimento à população também sofreu avarias. O telhado da unidade de saúde ficou parcialmente destruído e paredes apresentaram rachaduras.

Na rua Antônio Guedes da Silva, nas proximidades do Centro da cidade, as águas de um bueiro invadiram residências ocasionando, em alguns casos, perdas de móveis e peças de vestuário. Em todo o município os serviços de Internet deixaram de funcionar e ligações de telefones fixos também não puderam ser feitas durante grande parte do dia.

A rede de telefonia celular só voltou a funcionar no município após as 10 horas da manhã desta sexta (6).

Prejuízos

"O prejuízo foi muito grande. Muita gente teve o telhado da casa completamente desfeito por causa da ventania. Muitas árvores acabaram sendo derrubadas por conta da força dos ventos. Foi uma noite de muito medo pra grande parte da população da cidade”, avaliou o radialista Edson Veriato. Segundo ele, locais mais afastados do Centro da cidade também registraram prejuízos. “Em quase todos os bairros houve danos ou moradores perderam alguma coisa. A situação ficou mesmo muito preocupante”, afirmou. 





A chefe de gabinete da Prefeitura de Potengi, Elisangela Cachiado Dantas, disse que estava aguardando a chegada do prefeito Samuel Carlos Tenório Alves de Alencar, para que providências fossem adotadas.

Conforme a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), houve registros de chuvas em 114 municípios durante esta sexta. A maior precipitação aconteceu em Amontada, onde foram registrados 105 milímetros. As chuvas também caíram em maior abundância nos municípios de Granjeiro (92,2 mm), Pindoretama (82 mm), Cariús (78 mm), Assaré (62 mm), Solonópole (61 mm), São Gonçalo do Amarante (55,4 mm), Iguatu (50,2 mm) Alto Santo (50 mm) e em Várzea Alegra, onde choveu cerca de 48,2 milímetros.


Fonte: Diário do Nordeste