JUAZEIRO DO NORTE-CE: JOVEM ATIRA NA COMPANHEIRA APÓS DISCUSSÃO POR MENSAGEM EM CELULAR

Felipe é acusado de tentar matar sua companheira com um tiro.
Um jovem acusado de envolvimento em vários crimes tentou matar sua companheira na manhã desta terça-feira em Juazeiro do Norte após uma discussão entre ambos motivada por uma mensagem que a mesma viu no aparelho celular do rapaz. Ela foi identificada apenas por "Genária" e terminou alvejada com um tiro no tórax, sendo socorrida às pressas ao Hospital Regional do Cariri.

A polícia foi acionada e o Capitão Agra comandou uma patrulha até o local quando identificou o acusado como Felipe Pinto Mesquita, de 25 anos, que está foragido. Segundo ele apurou, após a briga em virtude da mensagem, ele saiu da casa da sogra onde mora com a mulher se dirigindo até à residência de sua mãe na Rua Voluntários de 14, número 120 no bairro Santa Tereza. Genária foi até lá e surgiu nova discussão quando, enciumada, agrediu o rapaz e ainda quebrou o seu celular.

Na hora que ela ia saindo, Felipe sacou um revólver e atirou para fugir em seguida. De acordo com o Capitão Agra, ele já responde por dois crimes de roubos, receptação, homicídio e aliciamento de menores para o cometimento de crimes por meio da chamada "Gang dos Marleys". Na noite do dia 21 de fevereiro de 2012 ele foi preso armado com um canivete enquanto participava do Carnaval do Povão no cruzamento da Rua José de Alencar com a Avenida Carlos Cruz no bairro Franciscanos.

Já na noite do dia 3 de junho de 2012 Felipe teria sido o autor do disparo que matou o moto taxista Gilvan de Sousa Ferreira, de 18 anos, com um tiro de revólver calibre 22 no tórax. A vítima se encontrava na Rua do Vídeo, no Centro de Barbalha, por onde passaria o cortejo do Pau da Bandeira e o motivo foi uma discussão banal com um dos membros da "Gang do Marley" que participava da festa com blusas caracterizadas na cor preta. Na época, dois menores foram apreendidos e vários adolescentes e jovens saíram correndo.

Os garotos levados para a Delegacia revelaram que a discussão do mototaxista foi com o próprio Felipe que efetuou o disparo. Já no dia 20 de agosto igualmente de 2012 e novamente em Barbalha, Felipe foi preso com um revólver calibre 22 tendo sete cartuchos intactos. Naquela noite se fazia acompanhar do jovem Ramon Alves da Silva, de 18 anos, residente na Rua Francisca Correia Brasil no bairro Frei Damião em Juazeiro do Norte.


Fonte: AGÊNCIA MISÉRIA