OPERAÇÃO "RAVE DA MACONHA" PRENDE SEIS EM MERUOCA


Jovens são detidos em festa rave, com maconha e comprimidos, num sítio na serra da Meruoca, distante cerca de 20 km de Sobral, no Norte do Ceará. Seis foram autuados nos artigos 33 e 28 do Código Penal, mais vão responder em liberdade, pois foram liberados após pagamento de fiança arbitrada em um salário mínimo, pelo delegado plantonista, Dr. Miguel Sales.

Foi no sábado de aleluia, que não teve malhação do judas por conta da chuva, mais policiais do serviço de inteligência do 3º BPM de Sobral, juntamente com a equipe do FTA, Ronda do Quarteirão e a guarnição de Meruoca, ao comando do subtenente Mesquita, deflagraram a operação que recebeu o nome de "rave da maconha". Segundo o subtenente Mesquita, uma denúncia dava conta de uma festa que havia acontecido na sexta-feira santa e teria continuidade no último sábado 4, reunindo centenas de jovens e muita droga seria consumida no local.

A rave, divulgada nos grupos fechados do WhatsApp e nas redes sociais, objetivava reunir cerca de 200 jovens, segundo o organizador, o auxiliar de enfermagem Jeisie Albuquerque. Ele também recebeu voz de prisão, pois com ele foi encontrado droga e seringas. Ao todo, seis foram presos. Maconha, comprimidos, cola fórmica, cachimbos, seringas, e um pacote com mais de cem preservativos foram apreendidos na operação. 




Cerca de 60 estavam no sítio no momento da chegada da polícia, dentre eles, alguns menores de 18 anos e até crianças. Jovens de Sobral, Meruoca, Ipu, Varjota, Tianguá, Forquilha e até de Fortaleza movimentam a demanda de drogas nesse tipo de rave que vem se tornando comum nesse município, segundo informou o comandante da operação. O acampamento montado no sítio com mais de cinco barracas e toda a estrutura montada teve que ser retirada e a festa que estava começando, acabou por ordem da polícia.

Paz e amor - "Na rave só rola amor, paz, união e respeito, maconha é só uma planta e se a sociedade agisse como nós agimos nas raves, muita coisa ruim ia acabar". Essa é uma mensagem espalhada nas redes sociais e em grupos do WhatsApp, por um dos jovens organizadores da balada que acabou na Delegacia Regional de Polícia Civil de Sobral, gerando muita dor de cabeça para pais e familiares decepcionados com o envolvimento dos filhos com as drogas.


Fonte: Sobralinfoco/W Macedo