Ceará não atinge meta de vacinação contra a gripe

(Foto: JL Rosa) 
O Ceará não conseguiu atingir a meta de vacinação contra a gripe e teve a quinta pior cobertura vacinal do País e a segunda pior do Nordeste. Segundo dados divulgados nesta sexta-feira, com números computados até o último dia 2.

A meta era imunizar no mínimo 80% da população-alvo de 1.762.872 pessoas, mas a campanha nacional de vacinação contra a Influenza terminou no Ceará com 1.128.898 pessoas vacinadas, ou seja, cobertura de 64,04%, conforme divulgou nesta sexta-feira, 5, a Secretaria da Saúde do Estado (Sesa).

Diante da baixa adesão à campanha deste ano de vacinação contra a gripe, o Ministério da Saúde recomendou que Estados e municípios mantivessem a vacinação. A baixa adesão é atribuída sobretudo ao mito de que a vacina, em vez proteção, possa elevar o risco de contrair a doença. 

Essa associação, no entanto, há tempos é descartada por especialistas. Os efeitos colaterais provocados pela aplicação do imunizante, esclarece o ministério, são outros: pode ocorrer, de forma rara, dor no local da injeção, eritema (vermelhidão no local) e enrijecimento, manifestações que costumam passar em 48 horas. 

A vacina é contraindicada para pessoas com histórico de reação anafilática prévia em doses anteriores ou para pessoas que tenham alergia grave relacionada a ovo de galinha e seus derivados. É importante procurar o médico para mais orientações.


*Ceará Agora