Número de mortes cai 36% nas estradas federais no Ceará

Também houve redução no número de acidentes (-32%) e de feridos (-7%), conforme balanço da PRF para os primeiros cinco meses do ano
As estradas federais no Ceará registraram uma diminuição de 36% no número de mortes de janeiro a maio deste ano, na comparação com o mesmo período do ano passado. A redução foi de 124 para 79 mortes, de acordo com balanço da Polícia Rodoviária Federal (PRF), divulgado nesta segunda-feira, 22.

Houve também queda de 32% no número de acidentes, passando de 1.690 para 1.147, e de 7% no número de feridos - reduziu de 936 de janeiro a maio de 2014 para 869 nos primeiros cinco meses deste ano. O Estado conta com aproximadamente três mil quilômetros de rodovias federais.

A PRF atribui as reduções à intensificação das fiscalizações e campanhas educativas. “Nós promovemos estudos dos pontos mais demandados e deslocamos rondas”, explica o chefe do núcleo de comunicação social da PRF no Ceará, Alexsandro Batista, que afirma que os radares também influenciam, com desestímulo ao excesso de velocidade.

Para julho, ele adianta que está sendo estruturada a “Operação Férias” junto ao setor operacional. “Além do fluxo normal, mais pessoas passam a se deslocar para as praias e interior e recebemos turistas que não conhecem as nuances das nossas estradas”.

Redação O POVO Online