COVARDIA: JOVEM QUE NÃO TINHA ENVOLVIMENTO COM CRIME É EXECUTADO À BALA NO BAIRRO DOM JOSÉ


A onda de violência vem aumentando de forma assustadora, e mais um jovem têm a vida interrompida pela barbárie que assola toda a sociedade sobralense! É lamentável que mesmo com todo o esforço dos policiais civis e militares, ainda sim nós temos a sensação de insegurança, que é causada sem dúvida pela impotência e omissão do Estado.

Neste sábado (15/08), o jovem conhecido como Carlinhos, de 16 anos, que morava na Rua Francisquinha Frota, foi executado de forma covarde por mãos assassinas de dois homens que ocupavam uma moto e sem nenhuma discussão com a vítima, passaram a disparar com revólver vários tiros, onde um projétil acabou acertando o peito do garoto, que mesmo sendo socorrido para o Hospital Santa Casa, não resistiu e faleceu. O caso aconteceu por volta das 16h na rua Francisquinha Frota, Bairro Dom Jose II.

Segundo informações de populares, o garoto não tinha passagem pela policia e não tinha envolvimento com gangues, inclusive era estudante do Colégio João Ribeiro Ramos. Uma testemunha que não quis se identificar falou para nossa reportagem que a vítima estava na calçada de sua casa, quando os dois homens passaram na moto em atitude suspeita e o garoto ainda falou para algumas pessoas que estavam próximas, que “Os caras da moto estavam fazendo motim”, ocasião em que um de seus colegas ainda pediu pra ele entrar na residência e o mesmo disse: “Não, não sou de gangue, nem sou marcado, por isso vou ficar aqui”, foi quando os criminosos retornaram e promoveram uma sequência de disparos, acertando o peito do estudante. Depois dos tiros a dupla fugiu para um local ignorado, a polícia imediatamente foi acionada, realizou diligências, mas não conseguiu prender os algozes da vítima.

Com esse crime, já estamos caminhando para mais de 60 vidas ceifadas por conta da violência urbana. Esperamos que Carlinhos, não seja mais um número, e sim mais um ser humano que teve seu direito à vida surrupiado pela omissão estatal em todas as esferas, triste que ele e outras 60 vítimas sejam transformados em estatísticas inúteis, ou acordamos para o problema, ou viveremos nessa guerra insana, e poderemos ser a próxima vítima.

O caso agora é de responsabilidade da Polícia Judiciária, investigar, identificar e prender os bandidos, pois quem tira a vida do ser humano não merece estar no meio da sociedade, haja vista que a vida humana a Deus pertence, e só Ele tem o direito de tirá-la.



Portal na Mira da Polícia (Olivando Alves)