Greve do INSS chega ao 28º dia e prejudica 4 mil cearenses


Após 28 dias de greve, os servidores do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) no Ceará não tem perspectiva de retorno às suas atividades. Segundo o INSS, das 133 agências em todo o Estado, 46 tem atendimento parcial e 17 continuam fechadas. Já o Sindicato dos Trabalhadores Federais em Saúde, Trabalho Previdência Social no Estado do Ceará (Sinprece) diz que 95% das unidades estão paralisadas.

As principais reivindicações são por concursos públicos, melhores condições de trabalho e incorporação da gratificação ao vencimento básico no salário. O Sinprece diz que a defasagem é de 15 mil servidores, mas o governo anunciou o preenchimento e apenas 800 vagas, o que não chega nem perto de suprir a demanda. A greve prolongada está prejudicando Com cerca de 4.000 a 4.500 segurados.


Fonte: Ceará Agora