Mosquito da dengue é 'inimigo número 1' da saúde, diz ministro

O ministro afirmou que equipes do Exército deverão ajudar no combate à doença pelo país ( Foto: Rafael Neddermeyer/ Fotos Públicas )
Segundo afirmação do ministro da Saúde, Marcelo Castro, concedida na quinta-feira (26), equipes do Exército deverão ser encaminhadas ao Nordeste para combater o mosquito Aedes aegypti, responsável pela transmissão da dengue, chikungunya e zika.

Para ele, que falou ao jornal 'Folha de S. Paulo', o mosquito "é o inimigo número 1 da saúde".

Uma reunião para tratar do assunto ocorreu entre a presidente Dilma Rousseff (PT) e os representantes dos ministérios da Integração Nacional e Defesa. "Vamos pôr o Exército na rua e tudo o que estiver ao nosso alcance". Um dos principais objetivos do governo é combater o aumento dos casos de microcefalia em recém-nascidos, uma malformação do crânio que gera graves sequelas no desenvolvimento da criança.

Em três meses já foram registrados 739 casos e a hipótese é de que eles estejam relacionados à transmissão do zika vírus, também transmitido pelo Aedes aegypti.

"Todas as evidências são muito graves. Temos dengue que mata, chikungunya que deixa sem trabalhar por causa da dor e a zika que todo mundo pensava que era branda, mas pode estar ligada à microcefalia", disse o ministro. Segundo ele, as equipes do Exército irão ajudar os agentes de saúde na prevenção do mosquito.


*Diário do Nordeste