Termina cerco policial em Choró. Homem que assassinou o vice-prefeito tenta suicídio


Está vivo o homem que invadiu a sede da Prefeitura do Município de Choró (a 151Km de Fortaleza), na manhã de terça-feira (24) e assassinou o vice-prefeito, Sidney Cavalcante (PT). Depois de tentar suicidar-se e ser dado como morto, Francisco Roberto Oliveira, conhecido por “Júnior”, natural de Jaguaretama (CE), foi socorrido em estado grave e permanece na UTI do Instituto Doutor José Frota (IJF-Centro), em Fortaleza.

A tragédia em Choró foi, na verdade, o desfecho de mais um crime passional no Ceará, com ingredientes de um filme cinematográfico. “Júnior” teria decidido matar o vice-prefeito de Choró ao descobrir, segundo ele próprio revelou à Polícia momentos antes de tentar o suicídio, estar sendo traído por sua esposa, a técnica em Enfermagem Maria Elizângela Gomes Lemos, 35 anos, também natural de Jaguaretama. O casal, que tem dois filhos, morava em Fortaleza.

Na madrugada de domingo passado (22), “Júnior” assassinou a esposa no apartamento do casal, no bairro Parangaba, em Fortaleza. Ele teria estrangulado a mulher. Em seguida, enrolou o corpo de Elizângela em um lençol. O cadáver foi ocultado em um freezer.

No dia seguinte, segunda-feira (23), o assassino escreveu uma carta para a família contando o que havia acontecido e seguiu em fuga para sua terra natal, a cidade de Jaguaretama, onde foi visto à noite jantando na companhia de amigos. Na ocasião, estava com dois celulares e um deles (supostamente o da esposa) tocava insistentemente, mas o suspeito não atendia à ligação.

Na manhã de terça-feira, “Júnior” viajou até até a cidade de Choró – onde a mulher prestava serviços à Prefeitura – invadiu o gabinete do vice-prefeito e o matou com vários tiros de revólver de calibre 38.

Veja imagens da cena do crime




Cercado

Após os estampidos vindos do gabinete de Sidney Cavalcante, funcionários chamaram a Polícia. O atirador se trancou na sala e afirmou que tinha feito reféns. O prédio foi isolado e policiais militares iniciaram uma tensa negociação com o assassino. O corpo do vice-prefeito permanecia no ambiente trancado.

Nas negociações com o atirador, a delegada-regional de Polícia Civil de Quixadá, Ana Cláudia Nery, ouviu uma surpreendente revelação. O assassino confessou que havia assassinado também, dois dias antes, a esposa e que havia colocado o copo dela dentro de um freezer no apartamento do casal, em Fortaleza.

Invasão

Depois de quase três horas de cerco, policiais do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) decidiram que haviam chegado o momento de realizar a uma invasão tática, já que não havia reféns e mais um estampido havia sido ouvido. Quando os PMs entraram no gabinete, “Júnior” estava realmente sozinho e com um grave ferimento de tiro na cabeça.

Enquanto isso, em Fortaleza uma equipe da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) descobriu o endereço do casal, entrou no apartamento entrou lá e constatou que o corpo da técnica em Enfermagem estava realmente dentro do freezer.
Fonte: Ceará News 7