DESASTRES: Acidentes de trânsito deixam 15 mortos no Ceará em apenas quatro dias


Em apenas 24 horas, acidentes de trânsito no Interior cearense deixaram um saldo trágico de quatro pessoas mortas e outras seis feridas. Já no fim de semana passado, foram outros 11 óbitos em 57 desastres, perfazendo, assim, 15 mortos no intervalo de apenas quatro dias, ou 96 horas.

Na madrugada desta terça-feira (22), um homem morreu e outro ficou gravemente ferido em conseqüência do tombamento de um caminhão na rodovia estadual CE-284, que liga a sede do Município de Umari (437Km de Fortaleza) ao distrito de Pio X, na zona rural.

Conforme informações da Polícia, o caminhão Mercedes-Benz de placas HUC-5429, inscrição de Limoeiro do Norte (CE), transportava uma carga de ração para animal, quando seu guiador perdeu o controle da direção numa curva e o veículo tombou. O motorista, identificado como Neto Fernando de Oliveira, 61 anos, teve morte imediata. Já o seu auxiliar, Judenir Alves de Oliveira, 34, foi levado, em estado grave, para o hospital do Município.

Outros desastres


Na BR-116, na altura do quilômetro 390, no Município do Icó, uma colisão de veículo deixou uma mulher morta e três familiares feridos. O carro em que viajava a família ficou completamente destruído. Maria Ionara Crispim Neves, 40, morreu na hora. Ficaram feridos, Elton João Barbosa Neves, 46 anos, seu filho Elton João Barbosa Neves Júnior; e Maria Crispim Neves.

Na BR-020, altura do quilômetro 231, no Município de Madalena, o cantor de uma banda de forró, identificado como Manoel Mendes Rodrigues Neto, 21 anos, perdeu a vida de forma violenta. Ele pilotava uma motocicleta quando atropelou um animal, vindo a cair e sofrer traumatismo craniano. O rapaz era vocalista da banda de forró “Forrozão Balanço da Morena”.

O quarto acidente aconteceu na noite passada, na localidade denominada Jacinto, a cerca de 10 quilômetros da cidade de Monsenhor Tabosa (300Km de Fortaleza). A colisão envolvendo duas motocicletas matou o piloto de uma delas e deixou o outro em estado grave. Raimundo Nonato da Silva, 56 anos, teve morte instantânea. José Batista do Livramento, 66, foi hospitalizado.


Ceara news 7