SAÚDE: Ceará registra 7 casos de microcefalia ligados a infecções

Outros 234 casos estão sob investigação no Ceará
O Ministério da Saúde já confirma sete casos de microcefalia relacionados a infecções congênitas no Ceará, além de outros 234 em investigação. As informações foram divulgadas no início da noite deste terça-feira (2). O Ceará contabilizou ainda 10 suspeitas descartadas.

Até o momento, o Brasil já contabiliza 404 casos de microcefalia e/ou malformações do sistema nervoso central, sendo 17 deles relacionados ao zika vírus. Outros 3.670 estão sob investigação.

Dos 76 óbitos por microcefalia ou outras alterações no sistema nervoso notificadas no país, 15 foram investigadas e confirmadas, sendo que cinco tiveram identificação com o zika, um deles no Ceará.

O órgão federal lembra que estão sendo investigadas não apenas as notificações de microcefalia e outras alterações do sistema nervoso relacionadas ao zika, mas também com outros agentes infecciosos que também podem ocasionar o problema, tais como sífilis, toxoplasmose, rubéola, citomegalovirus e herpes viral.

Localidades

Até o momento, 156 municípios em todo o país registraram casos de microcefalia ligados à infecção congênita. A região Nordeste concentra 98% das ocorrências, sendo Pernambuco o estado com maior número de cidades com confirmações (56). O Ceará aparece com registros confirmados em três municípios.



Diário do Nordeste