Gilmar Mendes suspende posse de Lula e deixa investigação com Sérgio Moro


O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Gilmar Mendes determinou nesta sexta-feira (18) a suspensão da posse do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como ministro da Casa Civil do governo Dilma Rousseff. Ele determinou ainda que as investigações da Operação Lava Jato sobre o petista fiquem sob a condução do juiz Sérgio Moro.

O ministro atendeu a um pedido feito pelo PPS.

A decisão tem caráter liminar, e um provável recurso do governo deverá ser feito ao plenário do STF.

O ex-presidente encontra-se em São Paulo, onde discursou durante ato pró-governo ocorrido mais cedo, na avenida Paulista.

Durante a tarde, a Justiça federal em Assis (SP) havia concedido a terceira liminar suspendendo a posse de Lula como ministro.

VAIVÉM


16/03 - quarta-feira

11h30 - Lula aceita convite para ser ministro da Casa Civil de Dilma
13h32 - Dilma conversa com Lula a respeito de termo de posse; diálogo grampeado tem sigilo levantado por Sergio Moro no fim da tarde
19h - Nomeação de Lula é publicada no Diário Oficial da União

17/03 - quinta-feira

10h - Lula é empossado ministro da Casa Civil

11h30 - Justiça Federal de Brasília suspende nomeação do ex-presidente

18h - Segunda liminar suspendendo posse de Lula é deferida pela 6ª Vara da Justiça Federal no Rio de Janeiro

21h - TRF1 suspende liminar do juiz Itagiba Catta Preta Neto, de Brasília

18/03 - sexta-feira

15h - TRF2 suspende liminar da juíza Regina Coeli Formisano, e Lula volta a ser ministro de Dilma

16h - Terceira liminar suspende posse de Lula, desta vez por ordem da Justiça Federal em Assis (SP)

21h20 - Gilmar Mendes determina a suspensão da posse de Lula como ministro


FONTE: FOLHA DE SÃO PAULO