Estradas estaduais têm menos mortes e mais abordagens no primeiro trimestre de 2016



Dezoito mortes a menos e um aumento de 23% nas abordagens. Os números foram registrados no primeiro trimestre deste ano nas estradas estaduais do Ceará, se comparados com o mesmo período. Além disso, 47 veículos a mais foram recuperados nas rodovias e mais condutores foram abordados. Os dados refletem o resultado do trabalho desenvolvido por policiais do Batalhão de Policiamento Rodoviário Estadual (BPRE), com o apoio de forças amigas.

Ao todo, de janeiro a março deste ano, nas CEs, foram registrados 762 acidentes contra 781 no ano anterior. O número de vítimas fatais foi 80, em 2016, com diminuição de 18% em relação ao primeiro trimestre de 2015 – quando 98 pessoas morreram nas estradas. Das 80 vítimas, 42 morreram em acidentes envolvendo motocicletas ou ciclomotores. As ações policiais neste ano também culminaram na recuperação de 15 carros, 49 motos e três ciclomotores roubados/furtados, totalizando 67 veículos. O número reflete um aumento de 235% comparado ao mesmo período do ano passado, quando foram recuperados 20 veículos.

O aumento também foi obtido nas apreensões de drogas. Neste primeiro trimestre, foram recolhidos 26 kgs de entorpecentes nas rodovias, 136% a mais do que em 2015 – com 11 kgs. Também uma quantidade maior de armas foi apreendida neste ano. Ao todo, foram 32 contra 21 no ano anterior.

Para o coronel Paulo Sérgio, comandante do BPRE, o acréscimo nas apreensões de drogas e armas é resultado das abordagens. “Graças à intensificação nas abordagens, mais drogas e armas foram tiradas de circulação”, frisa. Ele ainda detalha que os bons resultados são obtidos com o apoio de agentes do Departamento Estadual de Trânsito do Ceará (Detran-CE), nas fiscalizações. Neste ano, as atuações do BPRE também foram intensificadas na Capital, com o apoio da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) de Fortaleza. Ao todo, o Ceará possui 24 postos do BPRE, com outros dez em construção.

Sobre as ações policiais, 241 flagrantes foram registrados pelos agentes de segurança contra 171 em 2015. No comparativo, houve um aumento de 41% nas ocorrências no primeiro trimestre. Os trabalhos policiais nas estradas cearenses ainda culminaram nas realizações de 84.643 notificações e nas abordagens de 296.906 veículos. Em 2015, foram 49.603 e 241.657, respectivamente.

“O aumento no número das abordagens reflete na redução dos acidentes. À medida que as fiscalizações são intensificadas, os condutores vão se conscientizando sobre a mistura perigosa entre álcool e direção”, analisa o comandante. Ao todo, neste ano, 130 pessoas foram autuadas por conduzir veículos sob a influência de álcool ou substância de efeitos análogos, com base no Artigo 306 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). O número é 12% maior do que em 2015, quando 116 pessoas foram autuadas pelo crime. O comandante do BPRE ainda avalia que a redução no número de acidentes é consequência do aumento de pessoas autuadas no Artigo 306 do CTB.

Março
A redução no número de acidentes é percebida desde o ano passado e perdurou em cada mês deste trimestre, não só no resultado final. Em março deste ano, foram 255 contra 265 no ano anterior (diminuição de 3,8% – 10 registros a menos). Ainda no mês passado, houve redução em vítimas fatais nas estradas, com 26 contra 27 no ano passado (-3,7%).

Das 296.906 abordagens feitas em veículos neste trimestre, 99.542 foram realizadas em março, refletindo um aumento de 5,9% em relação ao mesmo mês de 2015 – com 93.970. Vinte e três veículos foram resgatados no mês passado – 15 a mais (+187,5%) do que em março de 2015. Além disso, 14 kgs de drogas e 12 armas foram recolhidas no último mês, o que representa 250% e 100% a mais do que no mesmo período do ano passado, quando foram apreendidos quatro quilos de entorpecentes e seis armas.


Ceará agora