Três homens são presos com R$ 1,7 milhão em notas falsas


Três pessoas foram presas, na última quarta-feira (13), na Praça da Gentilândia, no bairro Benfica, com duas malas cheias de dinheiro falso. Os maços de notas de R$ 100 contabilizaram R$1,7 milhão. De acordo com o delegado Romério Almeida, titular do 34ºDP (Centro), o trio vendia R$ 1 milhão por R$ 500 mil. Eles agiam juntos há anos, inclusive em outros Estados do Nordeste, conforme a Polícia.

O delegado revelou que Francisco Monteiro, 65; José Dias; e Francisco Ilânio Bandeira Silva, 53, percorriam as Capitais nordestinas oferecendo dinheiro falso, principalmente a comerciantes. Porém, desta vez fizeram a oferta a um homem que denunciou ao Departamento de Inteligência da Polícia Civil (DIP) a tentativa de estelionato.

Os agentes do DIP fizeram uma campana e conseguiram prender três dos quatro homens que estavam no carro, onde o dinheiro falso foi encontrado. A Polícia segue à procura do suspeito.

O delegado do 34ºDP afirmou que a impressão das notas era de boa qualidade e que elas poderiam ser repassadas facilmente no comércio. No entanto, todo o dinheiro tinha o mesmo número de série. Portanto, quem tiver notas de R$ 100 com a numeração AA007416453 deve procurar a Polícia e denunciar de onde recebeu.

“Quem compra dinheiro falso também pratica um crime. Precisamos de denúncias para saber quem pode ter comprado as notas falsas e estaria repassando aqui em Fortaleza”, disse Almeida.


Diário do Nordeste