Fortaleza registra 2 rebeliões ao mesmo tempo; uma termina em fuga, policial ferido e refém

Unidade de recepção Luís Barros Montenegro ( Divulgação )
Duas rebeliões simultâneas foram registradas na noite deste domingo (1º), na capital cearense. Segundo o juiz Manuel Clistenes de Façanha e Gonçalves, da 5ª Vara da Infância e Juventude da Comarca de Fortaleza, a Unidade de Recepção Luis Barros Montenegro, no bairro Presidente Kennedy, registrou a fuga de 21 adolescentes, um policial ferido e um funcionário de refém. Já o Centro Socioeducativo do Passaré, no bairro Passaré, não contou com evasão de menores infratores, nem feridos em estado grave, mas parte do prédio da unidade foi depredada. A Polícia foi acionada, um helicóptero da Ciopaer (Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas) deu apoio às buscas, mas ainda não há informações se houve a recaptura de alguns dos fugitivos.

Na unidade de recepção, o acúmulo de adolescentes e problemas ocorridos no plantão judiciário - como a ausência de um promotor - e a falta de luz contribuíram para o motim. "Todos os atendimentos ficaram prejudicados. Então, a unidade, que comporta no máximo 25 a 30 adolescentes, ficou com 50. Superlotada. Some-se esta situação de desconforto a insatisfação dos adolescentes por não terem tido as situações resolvidas ainda no fim de semana, e o resultado foi essa rebelião", explicou o magistrado.

O juiz avalia que a ação na unidade de recepção foi de grandes proporções e informa que a crise no sistema socioeducativo no Estado vem se agravando em 2016. "É mais preocupante é o fato das fugas em uma área tipicamente residencial e comercial. Eu fui comunicado destes fatos por volta de 19h e estava tentando solucionar o problema junto a coordenadora das Medidas Sócio Educativas, Mariana Abreu, quando deu-se início a rebelião", informou.


Fonte: Diário do Nordeste