Sesa registra primeira morte por H1N1 em Fortaleza em 2016


Fortaleza registrou a primeira morte por H1N1 neste ano, de acordo com a Secretaria da Saúde do Estado (Sesa). A vítima era uma mulher de 44 anos, que já apresentava outros tipos de doenças. Outra morte confirmada no estado foi a de um homem de 43 anos em Jaguaretama. Com estes casos, subiu para seis o número de óbitos pela doença no Ceará em 2016. A campanha nos postos de saúde vacinou 36,07% do público-alvo no estado.

A morte da mulher em Fortaleza foi registrada no mês de abril. A vítima, de acordo com a vigilância epidemiológica do município, era cardiopata e diabética compensada. Os médicos identificaram o vírus H1N1 no pedaço de pulmão. Ela deu entrada no hospital no dia 6 e morreu no mesmo dia, poucas horas depois.

Os seis óbitos confirmados pela doença foram registrados em Caucaia (2), Sobral, Juazeiro do Norte, Jaguaretama e Fortaleza.

Em Jaguaretama, na região do Jaguaribe, o homem que morreu tinha 43 anos e também apresentava comorbidades, segundo a Sesa.

Em Caucaia, as vítimas foram dois homens, um de 26 e outro de 53 anos, este também com comorbidades.

Na região do Cariri, um menino de um ano morreu por H1N1 em Juazeiro do Norte.

Já em Sobral, no norte do estado, uma mulher de 29 anos sem comorbidade morreu.



Ceará Agora