VOCÊ TEM QUE SABER: Como o corpo reage quando você para de fumar?

É celebrado nesta terça-feira, 31 de maio, o Dia Mundial Sem Tabaco. Criada em 1987 pela Organização Mundial de Saúde (OMS), a data alerta sobre os riscos causados pelo tabagismo ao corpo humano e incita a reflexão: quão rápido o organismo reage à renúncia do cigarro? De acordo com Cléa Florenço, doutora em Neuropsicofarmacologia e professora da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Ceará (UFC), melhorias podem ser sentidas já nas primeiras horas. Confira como o corpo se comporta:

Nas primeiras horas

Batidas cardíacas e pressão sanguínea normalizam. Além disso, a temperatura das mãos e dos pés aumenta gradualmente até, também, normalizar. Com o passar das horas, não há mais nicotina em circulação no sangue, o monóxido de carbono (altamente tóxico) cai pela metade e o nível de oxigênio volta ao normal.

No primeiro dia

Com a eliminação de muco e impurezas, o pulmão passa a funcionar melhor. O monóxido de carbono é totalmente eliminado do corpo e o risco de acidente cardíaco relacionado ao tabagismo é diminuído.

Na primeira semana

Olfato e paladar começam a melhorar e, com isso, o cheiro e o sabor da comida, ausentes por causa do cigarro, retornam. O suor também deixa o odor do tabaco. Brônquios começam a relaxar e a exercer sua função com mais qualidade, proporcionando melhor respiração.

No primeiro mês

A energia e a saúde do pulmão já estão bem melhores. Nessa época, já começa a se perceber diminuição da tosse, congestão nasal, fadiga e falta de ar.

No primeiro ano


O risco de desenvolver doenças cardiovasculares diminui consideravelmente e reduz para 50% o risco de morte por doença cardíaca coronariana, ataque cardíaco e acidente vascular cerebral.



O Povo Online