Pai e filha furtam alimentos para comer e PMs montam cesta básica para a família

O homem contou à Polícia que está desempregado e a filha, chorando, relatou que eles tentaram furtar os alimentos porque não tinham o que comer.
Um homem de 47 anos e a filha, de 10 anos, foram flagrados furtando alimentos, como leite, arroz e feijão, em comércio em Porto Grande, no município do Amapá. Conforme noticiado pela Rede Amazônica, neste sábado, 11, o efetivo da Polícia Militar (PM) da região fez uma "vaquinha" e montou cesta básica de alimentos para o pai e a criança.

De acordo com a reportagem, os policiais teriam ficado sensibilizados com a história do homem que alegou "desespero" para o ato. Ele contou à Polícia que está desempregado. Chorando, a filha relatou que foi levada pelo pai para realizar o furto porque eles não tinham o que comer.

A PM foi chamada pela dona do estabelecimento após ela perceber que o homem teria colocado alimentos dentro de uma sacola na mochila. O homem havia sido "detido" pelos próprios funcionários do comércio. Os policiais encontraram um quilo de feijão, dois de arroz, um pacote de leite e um de papel higiênico na bolsa do homem, que não teve a identidade revelada.

O soldado Juracy Correa contou à Rede Amazônica que os militares se comoveram com a situação da família. "O que nos comoveu bastante foi a filhinha dele chorando dizendo que aquilo era para eles comerem. Diante disso, conversamos com a dona do estabelecimento para saber se ela queria seguir com a ocorrência porque a equipe tinha a intenção de comprar alguns mantimentos para ele. Nesse momento, ela também decidiu ajudar. Isso foi um aprendizado para nós", relatou o soldado da PM.

O homem demonstrou arrependimento em vídeo gravado pelos policiais e prometeu que não iria mais praticar o ato. A Polícia Militar informou que ele foi liberado sem registro de boletim de ocorrência.


Redação O POVO Online