Três bancos são atacados em 24 horas; PM prende quadrilha e apreende armas após perseguição e tiroteio


Três agências bancárias foram atacadas em 24 horas no Interior do Estado. As ações foram registradas na última sexta-feira 3, no Banco Bradesco de Morada Nova, às 13 horas, no Banco do Brasil de Aracoiaba, às 3 horas da madrugada. Já neste sábado, 4, a ação foi contra um caixa eletrônico do Bradesco, no município de Choró, às 3 horas.

De acordo com o secretário adjunto da Segurança Pública e Defesa Social, coronel Lauro Prado, na ação deMorada Nova, a distante 161 quilômetros de Fortaleza, quatro pessoas foram presas, sendo três no município de Ibicuitinga e neste sábado uma quarta pessoa foi detida. Três armas foram apreendidas, uma pistola e dois revólveres. Dois dos detidos foram baleados durante um confronto com a Polícia Militar. Conforme o secretário adjunto, desde o momento do roubo o destacamento da Região de Quixadá e Russas, além do Comando Tático Rural (Cotar), do Batalhão de Choque, iniciaram as ações no intuito de encontrar a quadrilha.

Segundo o relatório policial, cinco homens armados entraram em um Voyage de cor prata com placa de Parnamirim, no Rio Grande do Norte. Ao analisar a placa do veículo foi constatado que o carro apresentava queixa de roubo. O grupo entrou na agência, rendeu funcionários e levou R$ 30 mil, além de dois revólveres calibre 38 que pertenciam aos vigilantes e dois coletes balísticos.

Conforme o relato, a quadrilha fugiu sentido Ibicuitinga e a Polícia foi acionada com o Comando Tático Rural (Cotar), do Batalhão de Choque. Houve uma intensa troca de tiros e os suspeitos abandonaram o veículo e fugiram para um matagal. Foi feito um cerco que resultou na prisão de três pessoas.

Choró

Já em Choró, a 155 quilômetros de Fortaleza, houve uma tentativa de roubo ao caixa eletrônoco do Bradesco, em que seis a oito homens com armas longas. Parte do grupo encurralou quatro policiais militares e outra manuseava o caixa. Após a ação, os assaltantes atearam fogo em um automóvel Prisma de cor azul, em Quixeramobim, na principal rua da Cidade. Conforme o relatório, a ação teve o intuito de dificultar o acesso da Polícia. Moradores teriam relatado à Polícia que o grupo criminoso fugiu em duas motocicletas e uma caminhonete.

Aracoiaba

No Banco do Brasil de Aracoiaba a entrada foi coberta com lonas pretas
Na ação que aconteceu em Aracoiaba, a 83 quilômetros da Capital, a Polícia foi informada por moradores sobre movimentação de pessoas em frente ao banco e o barulho de uma explosão. No entanto, quando os policiais foram verificar a situação, a viatura apresentou problemas na direção e o policiamento ficou a pé. Foi solicitado apoio das composições de Baturité e Capistrano, que foram ao local.

A PM verificou que a agência apresentava lonas pretas sobre a vidraça, que impediam visualização e as portas estavam fechadas, com um forte cheiro de queimado. O policiamento não entrou na agência e o gerente do banco chamou o chefe da segurança para proteger a área e aguardar a perícia.

Por meio de moradores, os policiais receberam informações de que suspeitos fugiram em um Fiat Palio de cor branca e Gol de cor Cinza, no sentido do município de Antônio Diogo.



O Povo Online