Últimas Noticias

Pesquise no Blog

Em qual desses nomes você NÃO votaria de jeito nenhum?

11 de agosto de 2016

De 'Estrepiuda' a 'Homem Aranha, candidatos usam nomes bizarros na eleição de Fortaleza; veja lista

Candidatos se inspiram até em super-heróis para tentar se eleger no pleito de outubro
O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) registrou, até o início da noite desta quarta-feira (10),234 candidaturas para vereador em Fortaleza. Dentre os diversos postulantes ao cargo, alguns se destacam pelo nome inusitado que escolherem para aparecer na urna no dia 2 de outubro. Profissões, bairros e até super-heróis integram a lista dos participantes do pleito deste ano.

Ressaltando a profissão, Francisco Alexandre Alves de Lima (PRP) registrou sua candidatura como Alex Pintor, Antonio Edvaldo dos Santos (PPL) é o Edvaldo - Tio da Pipoca, Francisca Eliane de Almeida Barros (PRTB) como a Eliane Funerária, Gilberto dos Santos Pereira (PRP) é o Gilberto Som e Gleuber Rodrigues Vasconcelos da Rocha (PRP) é oLouro do Celular.

Há também entre os registros o Biriba Lira - Antonio Carlos Alves Lira (PRTB), o Bisteca - Roberto Webster Teixeira Silva (PPL), o Bob Fight- Aguinaldo De França Rodrigues (PRP), a Estrepiuda Furacão - Jorcileno Magno de Andrade Antunes (PRB), o Homem Aranha - João Batista dos Santos Sousa (PRB), o Michael Diniz Amigo do Garçom - Michael Magno Diniz De Freitas (PRP), o Mimi Do Pio XII - Aldemir Lopes Da Silva (PRTB) e o Motoca - Francisco Paulo de Almeida (PRTB).

O professor de Sociologia Política da Universidade Federal do Ceará (UFC), Osmar de Sá Ponte, explica que esses nomes costumam ser escolhidos para dar visibilidade aos candidatos e é também a forma como eles são conhecidos e isso traz uma identificação com os eleitores. “A primeira questão é de visibilidade. Como muita gente lida muito pouco com a política no dia a dia, eles acabam votando em conhecidos”.

A consequência dessas candidaturas, para o professor, é a eleição de nomes que geralmente não apresentam uma proposta de governo. Segundo Ponte, são perfis fisiológicos, de interesse mútuo e que não discutem, por exemplo, um projeto urbanístico para a cidade. Ele esclarece ainda que, as vezes, se cria uma onda com tal nome.

“Numa eleição de vereador, o conjunto da população sabe muito pouco o que um vereador faz, a sua importância. Boa parte da população acaba votando em alguém que conhece ou deve favor. A política brasileira é toda movida por troca de favores”, fala o professor da UFC.

Sobre a incidência desses nomes inusitados ser maior em eleição para vereador, Osmar comenta que a função do cargo é mais próxima ao eleitor, tem ligação mais direta com os bairros e, por isso, precisa ter mais capilaridade. “O distanciamento da própria natureza do Poder Legislativo municipal na comparação com os outros legislativos gera mais capilaridade. O vereador está mais próximo da população e mais refém do fisiologismo”, explica o docente.

TRE recebeu 240 pedidos de registro de candidaturas em Fortaleza

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) informou, nesta quarta, que recebeu 240 pedidos de registro de candidatura em Fortaleza, sendo 3 para prefeito, 3 para vice-prefeito 3 234 para vereador. São esperados pouco mais de 1 mil candidatos na Capital. No Ceará, foram efetuados apenas 1.151 pedidos, em 42 municípios, dos cerca de 15 mil estimados pelo órgão em todo o Estado.

Em virtude do feriado instituído pela Lei Federal nº 5010/66, não haverá expediente nesta quinta-feira (11) na Justiça Eleitoral. Os partidos políticos terão a sexta-feira (12) e a segunda-feira (15) – data do final do prazo – para dar entrada nos pedidos.


Diário do Nordeste