Assembleia aprova extinção do TCM


Por 31 votos a favor, 12 contrários e uma abstenção, a Assembleia Legislativa aprovou na tarde desta quarta-feira (21), a extinção do Tribunal de Contas dos Municípios. Foram dez dias de tramitação e muita polêmica. O resultado representa uma derrota do grupo político do presidente eleito do TCM, Domingos Neto, e uma resposta amarga da base governista ao seu apoio ao deputado Sérgio Aguiar (PDT) que disputou a presidência da Assembleia contra o candidato do Governo, Zezinho Albuquerque.

Durante a sessão, os deputados Odilon Aguiar (PMB), Roberto Mesquita (PV), Capitão Wagner criticaram a proposta de forma veemente. Odilon, bastante emocionado levantou suspeitas com relação aos gastos da Assembleia, afirmando que a tese de que a extinção do TCM, teria o cunho econômico, seria uma inverdade.

O deputado Capitão Wagner (PR) disse que a Proposta é um capricho devido a uma disputa eleitoral na Assembleia. Já o deputado Renato Roseno (PSOL) também destacou a cisão na base aliada e disse que defende mudanças na forma de escolha dos conselheiros evitando as indicações de políticos, mas entende que a matéria deveria ser discutida com os servidores e sociedade.

Já o deputado Carlos Matos (PSDB) não quis entrar no mérito da matéria e preferiu se abster.


Ceará Agora