Ceará registra o maior volume de chuva do ano



A chuva de ontem em todo o Estado foi a maior registrada este ano pela Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). Foi também a terceira maior média de precipitações registrada desde o início da pré-estação chuvosa, em dezembro do ano passado. A média ficou em 4,7 milímetros (mm). As chuvas chegaram a 63 cidades cearenses.

A maior precipitação do Estado ontem foi registrada no município de Ipueiras, chegando a 101 mm. As chuvas também foram intensas em cidades como Cascavel (30 mm), Quixeré (28,8 mm) e Ararendá (28 mm). As ocorrências se concentraram, principalmente, no litoral de Fortaleza, além da região da Ibiapaba e do litoral do Pecém (em São Gonçalo do Amarante), respectivamente.

Em Fortaleza, a média de precipitações ficou em 11,6 mm, sendo a maior chuva registrada no posto localizado no bairro Pici (19 mm). Com a chuva, semáforos de pelo menos oito cruzamentos da Capital ficaram apagados.

InfluênciasDe acordo com Raul Fritz, meteorologista da Funceme, as chuvas têm influência de dois sistemas. Um deles é a Zona de Convergência Intertropical, que está mais próxima do continente, permite a formação de nuvens de chuva e, associado aos Vórtices Cavados de Altos Níveis, influencia as precipitações dos últimos dias. A previsão é que esses sistemas provoquem chuvas de menor intensidade em todo o Estado até amanhã.

Fritz diz ainda que as ocorrências da pré-estação chuvosa (entre dezembro e fevereiro) não têm relação com a quadra invernosa. Esta última é fundamental para pôr fim à seca que o Estado enfrenta há cinco anos.


Fonte: O povo online