Prefeito de Aiuaba decreta emergência administrativa


O prefeito de Aiuaba, Ramilson Moraes (PSD) fez um balanço dos primeiros 5 dias de gestão e confirmou as dificuldades enfrentadas nos primeiros dias de governo. Ele decretou estado de emergência administrativa no município por um período de 60 dias, por conta dos atrasos de servidores e fornecedores, situação das escolas e unidades de saúde, sucateamento de frota e determinou auditoria nas contas da prefeitura.

O início do ano letivo está comprometido devido a situação das escolas e o sucateamento da frota de veículos, compromete diversos setores da administração, principalmente a área da saúde.

O gestor afirmou ainda, que não recebeu as senhas para poder ter acesso as contas da prefeitura municipal. “Eu não sei nem como é que está a situação dos funcionários municipais nem quanto se tem de débito com fornecedores e até prestadores de serviços. As escolas municipais estão todas com problemas em suas estruturas físicas, tem sala de aula que até foram incendiada”, pontua Ramilson.

O prefeito afirmou que os arquivos que tinha os computadores na secretaria municipal de educação, com os seus respectivos programas sumiram.


Fonte: Ceará Agora