Últimas Noticias

Pesquise no Blog

Em qual desses nomes você NÃO votaria de jeito nenhum?

7 de abril de 2017

“É ela”, diz mãe da menina Débora Lohany após reconhecer chinelo da filha

Foto: Natinho Rodrigues
“É ela”. Com esta frase curta, mas cheia de dor, Daniele dos Santos, mãe da menina Débora Lohany, de 4 anos, desaparecida desde o dia 27 de março, afirmou ao Diário do Nordeste que o corpo da criança encontrado na manhã desta sexta-feira (7), em meio ao lixo jogado na Via Expressa, próximo à avenida Pontes Vieira, é de sua filha.

Daniele esteve no local, mas, naquele momento, não teve forças para ver o corpo. Após o corpo ser levado para a Perícia Forense (Pefoce) e a mãe prestar depoimento na Delegacia de Combate à Exploração da Criança e do Adolescente (Dececa), ela afirmou que se trata da filha, principalmente após reconhecer o chinelo cor de rosa encontrado.

Sem forças para conversar com a reportagem, Daniele ainda não sabe quando o laudo médico da Pefoce será divulgado. O Diário do Nordeste tentou contato com a titular da Dececa, delegada Ivana Timbó, ela não pôde atender.

Desaparecimento

A menina foi vista pela última vez por volta das 19h do dia 27 de março. Débora brincava na companhia de outra criança, nas proximidades da sua casa, no Bairro Aerolândia, quando teria sido raptada por um homem que a teria levado para um matagal.

No início desta semana, a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou que as buscas pela criança na região do Lagamar, onde ela desapareceu, foram interrompidas até que surjam novas pistas.


Diário do Nordeste