Últimas Noticias

25 de junho de 2018

PM recebe as 150 primeiras viaturas das 466 alugadas pelo Estado

Veículos incluem tablets para monitoramento das operações em tempo real e são dotados com sistema de localização GPS para traçar as rotas percorridas ( Foto: José Leomar )
25.06.2018 

A Polícia Militar do Ceará (PMCE) recebeu nesta segunda-feira (25) o reforço de 150 novas viaturas do modelo Jeep Renegade, que serão utilizadas, sobretudo, em ações no Interior. Trata-se do primeiro lote de um total de 466 veículos locados pelo Governo do Estado para renovar a frota da segurança pública cearense. Até o início do próximo mês de julho, todos os carros já devem estar em circulação nos 184 municípios cearenses.

"No total, receberemos 200 (Jeep) Renegade 4x4, para ações no no Interior, e 266 (Renault) Duster, que ficarão em Fortaleza e nos centros urbanos. Com a chegada de todos os veículos, todos os 184 municípios do Estado recerão, pelo menos, uma nova viatura para a Polícia Militar", informou o secretário da segurança pública do Ceará, André Costa.

Segundo o secretário, os veículos integram a experiência adotada pelo Governo do Estado na locação de viaturas, que garante que não faltem veículos nas ruas em casos de problemas mecânicos. "Além da redução nos custos de manutenção que vínhamos tendo com nossa frota, o contrato prevê que a viatura seja substituída em até 24 horas pela empresa licitada, em caso de colisão ou outras adversidades", ressaltou.

Ainda segundo André Costa, com a chegada das novas viaturas, a PMCE dará baixa em todos os veículos do ano de 2012 ou anterior. "Como também temos poucos carros de 2013, a frota será praticamente composta por viaturas de 2014 para cá", pontuou.

Novas tecnologias

Os novos veículos da PMCE incluem tablets para monitoramento das operações em tempo real, em substituição aos TMDs (Terminais Móveis de Dados), e são dotados com sistema de localização GPS (Sistema de Posicionamento Global), para traçar as rotas percorridas das viaturas e realizar o rastreamento das ocorrências via Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops).



Diário do Nordeste