Polícia encontra carro que foi usado por assassinos de vereador no Ceará

Imagem ilustrativa


João Roberto de Oliveira Martins era presidente da Câmara de Vereadores do município de Itaitinga. Ele foi morto em frente à Câmara no início da tarde desta sexta-feira (31).

O automóvel utilizado pelos criminosos que assassinaram o presidente da Câmara de Vereadores do município de Itaitinga, João Roberto de Oliveira Martins, foi encontrado, no fim da tarde de sexta-feira (31), abandonado em um terreno baldio na localidade de Lagoinha, nas proximidades da rodovia BR 116.

O veículo foi encaminhado para a Delegacia Metropolitana de Horizonte, onde ficou apreendido. A Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) esteve na delegacia, onde realizou uma perícia no veículo. De acordo com a Pefoce o corpo do vereador foi liberado na noite desta sexta-feira. O enterro do vereador vai ser na cidade em que nasceu, em Mauriti, na Região do Cariri.


A Secretaria da Segurança informou por meio de nota que continua com as investigações das Polícias Civil e Militar com objetivo de prender os responsáveis pelo homicídio.

A Polícia Civil investiga o crime, por meio de um inquérito policial instaurado no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), com o intuito de identificar e prender os autores, bem como, descobrir a motivação do homicídio.

O crime


João Roberto de Oliveira Martins foi morto a tiros em frente à Câmara no início da tarde desta sexta-feira (31). Ele foi eleito em 2016 e cumpria o mandato parlamentar até 2020.
De acordo com a delegacia da cidade, o parlamentar estava em frente à Câmara quando foi atingido por tiros. Segundo testemunhas, quatro homens em um carro atiraram contra o parlamentar e fugiram em seguida. A polícia não sabe a autoria dos disparos e nem as razões do crime.
Equipes da delegacia de Itaitinga se dirigiram ao local para apurar as circunstâncias da morte. Os trabalhos na Câmara de Itaitinga foram suspensos. João Roberto de Oliveira Martins era natural de Mauriti, no Sul do Ceará, tinha 52 anos e era divorciado.

Prisão

Em maio deste ano, o vereador João Roberto de Oliveira Martins foi preso em flagrante por porte ilegal de arma pela Polícia Rodoviária Federal. O vereador era atirador esportivo registrado, segundo a PRF, mas não tinha o registro da arma que portava, uma pistola calibre 380 municiada "fora das condições estabelecidas pela guia de tráfego'.

O vereador João Roberto de Oliveira Martins também tinha passagens pela polícia por agressão e violência contra a mulher, enquadrado na Lei Maria da Penha.

G1