Funceme registra chuva em mais de 90 cidades do Ceará


O primeiro dia de maio começou com chuvas em 97 cidades do Ceará, segundo dados da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). Choveu em todas as regiões do Estado entre as 7h desta terça-feira (30) e as 7h desta quarta-feira (1º), principalmente, no Litoral Leste e Região Metropolitana de Fortaleza.


O maior registro ocorreu no município de Aracati (Litoral Leste), com 74,0 milímetros. Em seguida, na cidade de Beberibe (Litoral Leste), com 67 milímetros, seguido por Aquiraz (62 milímetros), Fortim (58 milímetros) e Guaiúba (51 milímetros).


Em Fortaleza, houve registro de precipitações no Posto Pluviométrico do Pici (44,0 milímetros), Posto Água Fria, com (34,0 milímetros) e Posto de Messejana, com (15,6 milímetros).


Conforme análise dos meteorologistas da Funceme, o cenário favorável a chuvas vem sendo associado à atuação da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT). Na atual indicação, as precipitações deverão atingir mais de 50% do território das macrorregiões. Ainda nesta terça, a cobertura de nuvens será mais contínua.


Para esta quarta-feira, a previsão do tempo é de nebulosidade variável com eventos de chuva no litoral, na Ibiapaba, no Maciço de Baturité e no Cariri. Nas demais áreas, chuvas isoladas. No comparativo com o dia desta terça, o feriado tem tendência a redução das áreas com registros de precipitações.



Fonte: Funceme

Chuva acima da média histórica

A exemplo do que ocorreu nos três primeiros meses do ano, abril também terminou com chuvas acima da média histórica. A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) observou o equivalente a 201,9 milímetros de chuva.


O volume pluviométrico do último mês representa desvio positivo de 7.4%, ante a média histórica para o período, que é de 188 milímetros. Em janeiro, o desvio foi de 10,6%; em fevereiro, o maior desvio, com 45,4%; e março choveu 15,6% a mais da média para o período.


Somados os volumes dos últimos três meses (fevereiro, março e abril), as precipitações já atingiram a média histórica para o período da quadra chuvosa - que se inicia em fevereiro e se estende até o fim de maio.


O órgão contabilizou o acumulado de 609,6 milímetros. Caso as chuvas em maio alcancem a média para o período, que é de 90,6 mm, o Estado ultrapassará a média histórica para a quadra chuvosa.

Situação dos principais açudes

Os maiores açudes do Ceará, no entanto, seguem em situação crítica. O Castanhão, principal reservatório que abastece a Grande Fortaleza, tem apenas 5,40 % da capacidade máxima. Já o Orós, segundo maior açude do estado, tem 8,88% do volume máximo.