X
Aplicativo MCB Em Questão

Grátis - Na Play Store

O Melhor e mais completo portal de notícias da cidade!

FORTALEZA-CE: Protesto reivindica fim da corrupção

A expectativa dos organizadores era superar os 20 mil participantes do primeiro ato, realizado em 15 de março
FOTO: NATINHO RODRIGUES
Empunhando bandeiras do Brasil e trajando prioritariamente amarelo, blusas da Seleção e camisas com a frase “Fora Dilma e o PT junto” os manifestantes, aos poucos, ocupavam a Praça Portugal no início da tarde de ontem, às 13h. Pouco a pouco, a praça foi sendo tomada por uma multidão verde e amarela. Conforme a Polícia Militar, foram 25 mil participantes em todo o Estado. Já para a organização do ato, este número foi de 35 mil.

As ruas de acesso à Praça Portugal foram interditadas pela Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e Cidadania (AMC). A Polícia Militar também marcou presença de forma maciça. O publicitário Belfran Teixeira, 48, um dos organizadores do evento, disse que a expectativa do protesto era superar os 20 mil participantes do primeiro ato, realizado em 15 de março.

A pauta de reivindicações, acrescenta o publicitário, é longa, direcionada ao governo Dilma, aos cargos executivos, legislativo e judiciário. “Queremos o fim da corrupção. Somos contra esses movimentos que querem transformar o Brasil em um País comunista. Temos também reivindicações em benefício da população brasileira, como a melhora do serviço público de saúde, educação e segurança pública. Defendemos a autonomia da Polícia Federal para que ela tenha liberdade de investigar”.

O organizador, no entanto, disse que o movimento ainda não tem um posicionamento em relação à Lei da Terceirização. Mas, particularmente, se posicionou favorável, por acreditar que trará avanços à economia do País. Teixeira acrescenta que o movimento é totalmente apartidário. “Não existe, por parte de nós, nenhum interesse político. Trata-se de uma manifestação espontânea do povo brasileiro que está revoltado, indignado com a postura e as ações do governo PT, representado por Dilma Rousseff e o Lula”, frisa.

Carta ao poder público

Na próxima quarta-feira (15), os líderes do movimento contra a presidente Dilma e o PT estarão reunidos em Brasília, onde entregarão, no Congresso, um documento denominado “Carta do povo brasileiro”, contendo diversas reivindicações. Enquanto o público entoava “O PT roubou”, um vendedor ambulante que comercializava lanches retrucava: “quem não roubou?”.

Ele conta que foi ao ato porque estava interessado em vender. “É tudo a mesma coisa, todos roubam. Se colocar o PMDB não vai mudar nada. Vai ser assim sempre, o problema do Brasil é a corrupção. É por isso que há muitas eleições eu não voto. É muita injustiça no Brasil, há muita diferença entre as classes sociais”, critica.

Saúde

Por volta das 16h, um grupo do Sindicato dos Médicos do Ceará (Simec) e da Associação Médica Cearense chegou à Praça Portugal. “Estamos nas ruas pela saúde cearense e pela saúde do Brasil. O sistema de saúde está falido, com pessoas em corredores e filas intermináveis dos hospitais aguardando ou internamento ou procedimento”, frisa Mayra Pinheiro, presidente do Simec.

A manifestação se encerrou pouco antes das 19h, no aterro da Praia de Iracema, onde houve queima de fogos e os participantes cantaram o Hino Nacional e rezaram o Pai Nosso.


Fonte: Diário do Nordeste

Postar um comentário

0 Comentários