X
Aplicativo MCB Em Questão

Grátis - Na Play Store

O Melhor e mais completo portal de notícias da cidade!

Ceará tem o segundo maior aumento de casos de dengue no Brasil

FOTO: NATINHO RODRIGUES
Em boletim da dengue do Ministério da Saúde, divulgado nesta terça-feira (26), o Ceará é o Estado com o segundo maior aumento do número de casos de dengue entre março e abril. De acordo com os dados, o Ceará teve 7.393 casos da doença em março e 12.249 em abril.

O Estado ficou abaixo apenas de Minas Gerais, que teve um aumento de quase 11 mil casos. Em 13 estados houve redução no número de registro da doença.

De acordo com dados da Secretaria de Saúde do Estado do Ceará (Sesa-CE), dos casos notificados em 2015, foram confirmados 9.878em 22 diferentes Coordenadorias Regionais de Saúde (CRES), em 126 (73%) municípios. Destacam-se os municípios de Alcântaras, Aquiraz, Arneiroz, Barbalha, Catarina, Coreaú, Eusébio, Hidrolândia, Horizonte, Ipu, Jardim, Jucás, Mucambo, Ocara, Piquet Carneiro, Pires Ferreira, Porteiras, São Gonçalo do Amarante, Trairi e Varjota.

Neste ano, foram registrados 845,9 mil casos de dengue até dia 9 de maio. A região Centro-Oeste apresentou a maior incidência de casos, com 653,1/100 mil habitantes (99.403 casos); seguida pelas regiões Sudeste, com 648,1/100 mil habitantes (551.657 casos); Nordeste, com 221,4/100 mil habitantes (124.376 casos); Sul, com 163,9/100 mil habitantes (47.554 casos); e Norte, com 133,3/100 mil habitantes (23.007 casos). O Ministério da Saúde também foi notificado de 290 óbitos e 505 casos graves no mesmo período de 2015.

No Brasil

De março para abril houve uma redução de 27% dos casos de dengue no Brasil. No mês de março foram registrados 337,7 mil casos, período considerado como o pico da transmissão. Já em abril a doença recuou para 246,6 mil notificações. A tendência é continuar a redução da transmissão com a chegada do inverno, mas as medidas de prevenção devem ser mantidas durante todo o ano.

As maiores reduções foram nos estados do Amapá (79,3%), que teve 682 casos em março e caiu para 141, em abril; São Paulo - que reduziu a transmissão em 51,3%, de 192,2 mil casos, em março - para 93,7 mil, em abril; e Maranhão (47,2%), com queda de 2,2 mil para 1,2 mil.



Diário do nordeste

Postar um comentário

0 Comentários