ENSINO SUPERIOR: Serra da Ibiapaba pode contar com Universidade Federal

O deputado Chico Lopes destacou que uma nova universidade na região da Ibiapaba beneficiará a população de municípios como São Benedito, Croatá, Ubajara, Viçosa do Ceará, Carnaubal, Ibiapina, Tianguá e Guaraciaba do Norte, entre outros
Um pedido de criação da Universidade Federal da Ibiapaba foi levado, nesta terça-feira (19), ao Ministério da Educação (MEC), em Brasília, em audiência entre o deputado federal Chico Lopes (PCdoB), o secretário de Educação Superior do MEC, Jesualdo Farias, e os prefeitos de São Benedito, Gadyel Gonçalves; e Ubajara, Zezinho Romano. O deputado Chico Lopes destacou que uma nova universidade na região da Ibiapaba beneficiará a população de municípios como São Benedito, Croatá, Ubajara, Viçosa do Ceará, Carnaubal, Ibiapina, Tianguá e Guaraciaba do Norte, entre outros.

"A audiência foi positiva, debatendo a continuidade do projeto de expansão das universidades federais pelo governo e, ao mesmo tempo, uma forma de dar início, de modo concreto, à instalação de um campus universitário na Ibiapaba, com a possibilidade de um campus da UFC", relatou Chico Lopes.

"Defendemos uma nova Universidade Federal para a Ibiapaba, que teria um impacto muito positivo para a região, garantindo acesso mais fácil ao ensino superior, sem que os estudantes tenham que deixar suas cidades. Essa nova possibilidade, surgida na reunião desta terça-feira, de começar esse trabalho com um campus da UFC na Ibiapaba, pode ser um meio de conseguirmos essa presença da universidade com mais agilidade", acrescentou o parlamentar.

"Juntamente com os prefeitos, levamos ao secretário Jesualdo, do MEC, o pedido da universidade para a Ibiapaba, que representaria um novo impulso econômico para a região em vários setores, como comércio, serviços e moradia, assim como aconteceu no Cariri, por exemplo, após a instalação da sua Universidade Federal", complementou o deputado Chico Lopes.

"Defendemos que o Governo Federal continue no caminho certo quanto à expansão do ensino superior. Nos últimos 12 anos, as universidades federais, que enfrentaram muitas dificuldades ao longo da década de 1990, tiveram atenção e recursos para ampliar suas atividades e democratizar o acesso. Esse esforço do governo, de valorização do ensino superior, trouxe consequências muito importantes para o povo e para o País", acrescentou o parlamentar. "A criação de novas universidades foi outra ação fundamental nessa mudança. É preciso que esse movimento continue, ampliando a interiorização do ensino superior", afirmou.

Sugestão

Na reunião, o secretário de Educação Superior do MEC, Jesualdo Farias, sugeriu ao deputado Chico Lopes e aos prefeitos trabalhar inicialmente por um campus da UFC para a região da Ibiapaba. O prefeito Gadyel Gonçalves destacou que o município de São Benedito já tem um pré-projeto nesse sentido.

Trata-se de um estudo apontando a cidade como a mais acessível para os estudantes da região, além de um terreno e um prédio já reservados para abrigar um possível campus da UFC na região.

"Reforçamos com o Ministério a necessidade de uma universidade pública na Ibiapaba e sentimos receptividade por parte do professor Jesualdo Farias, que levantou essa possibilidade do Campus da UFC. Agora é lutar para criar as condições para isso", complementou Lopes.

"Saio da reunião animado com a conversa. Vou me organizar com os outros prefeitos da Serra da Ibiapaba, que estão unidos em torno desse pleito de termos um ou dois campi universitários e aguardar o plano de expansão do governo federal para as universidades federais", acrescentou Gadyel Gonçalves.

Para o empresário João Ribeiro Junior, proprietário do grupo Casa de Variedades e Complexo Castelo Clube, a instalação do Campus da Ibiapaba é importantíssimo para o desenvolvimento da região. "Com destaque na área de comércio, turismo e serviço, que entrarão em pleno crescimento econômico. Desde minha época de presidência do Conderi, reivindicava a implantação da universidade. A falta de estrutura no ensino superior da Ibiapaba é um transtorno para todos", disse.

Ele destaca que, para quem é pai, há a separação dos filhos e o transtorno da locomoção diária para Sobral ou a residência fixa em Fortaleza. "Além disso, existe a questão cultural. A região da Ibiapaba pertence a Sobral, mas tem características culturais e climáticas completamente diferentes. A Universidade da Ibiapaba é o sonho de todo nativo da Serra Grande", finalizou.

Garantia

Segundo o prefeito de Ubajara Zezinho Romano, a reunião com o secretário Jesualdo Farias resultou na garantia da Universidade Federal da Ibiapaba, porém, sem data estabelecida. "Para amenizar a situação dos estudantes, será instalado um campus avançado da UFC na região. Fiquei bastante satisfeito com isso, pois sentimos o empenho na resolução dessa nossa demanda", declarou.

Para o professor Marcos Pontes, morador da cidade de Ibiapina e que luta pela instalação da Faculdade Federal da Ibiapaba desde sua época de universitário, hoje esse sonho está mais próximo de se tornar realidade. "Quando cursei o ensino superior, tinha que me deslocar diariamente para Sobral. A viagem chegava a durar mais de duas horas, dependendo do trânsito, sem falar nos riscos para quem, como eu, tinha que estudar a noite. Torço para que logo seja realizada essa demanda da Serra Grande, pois será crucial para o desenvolvimento educacional da Ibiapaba", disse.


Diário do Nordeste
Jéssyca Rodrigues
Colaboradora