NA PARAÍBA: Estudante consegue 600 pontos em redação do Enem mesmo após brincadeira

Francinaldo Guedes teve acesso às correções realizadas na redação através da divulgação, feita pelo próprio Inep, dos espelhos
(FOTO: REPRODUÇÃO/FRANCINALDO GUEDES)
Mesmo após fazer brincadeira com a data de aniversário na redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o estudante paraibano Francinaldo Guedes Pereira, de 16 anos, conseguiu tirar 600 pontos na prova. Com a divulgação dos espelhos da redação, na última sexta-feira (8), o rapaz pode ter acesso às correções.

O governo já informou que o acesso aos espelhos possui caráter apenas pedagógico e que não serão aceitos recursos para alteração de notas.

"Esse tipo de propaganda no Brasil é permitido, são proibidos em alguns países porque a propaganda infantil é vista como atração de crianças a despertarem um querer pelo produto proposto. Que tem essa finalidade porque é meu niver”, diz um trecho do texto escrito Francinaldo, no qual o rapaz brinca com a data de realização da prova, que também era o aniversário dele.

Em todas as competências analisadas no Enem, o estudante obteve 120 pontos, ou seja, 60% da nota máxima de 200 pontos. No entanto, o que chama atenção, é que a redação dele deveria ter sido anulada.

De acordo com o edital do exame, toda redação “que apresente parte do texto deliberadamente desconectada com o tema proposto” será considerada nula. Segundo Francinaldo, a nota obtida por ele não foi justa perante os outros participantes.

O estudante afirma que quando realizou o Enem no ano passado desejava apenas testar conhecimentos e comentou que na edição de 2015 não irá repetir a brincadeira. " Farei de forma séria e com intenção de passar”, reforçou ainda no início do ano ao G1, quando revelou o caso.

Para ele, outros erros de redação devem ter passado despercebidos pela banca examinadora. Francinaldo revela que ainda não decidiu o que irá cursar, mas pensa na possibilidade de tentar os cursos de sistemas de informação ou jornalismo.

Inep

De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira(Inep), órgão do Ministério da Educação que é responsável pelo Enem, 6.193.565 foram corrigidas na edição de 2014 do Exame. Destas, 529.374 conseguiram nota zero, enquanto apenas 250 alcançaram a nota máxima.

Procurado pelo site de notícias G1, o Insituto afirmou que todas as informações sobre o exame serão repassadas em uma coletiva de imprensa nesta quinta-feira (14).


Fonte: Diário do Nordeste