Saúde

header ads

Retrocesso na Educação do Graça. Prefeito fecha 9 Escolas alegando contenção de despesas.

                                  

Enquanto muitos municípios investem e se esforçam para melhorar a qualidade na educação, no município do graça, que em outros tempos também já foi referência na educação com escolas nota 10, hoje vivência tempos de retrocesso onde a gestão municipal fechou nove escolas, o que representa 40% das existentes prejudicando cerca de 400 alunos. A frente do executivo está o prefeito, Augusto Brito.

Como se não bastasse o retrocesso, muitas crianças ainda ficaram sem o transporte escolar, como no caso de Maria de Fátima de 10 anos. Fátima é cadeirante, ela cursava o 5º ano e foi abandonada pela prefeitura desde o início do ano letivo. O sofrimento atinge toda a família e muitas crianças do ensino infantil ficaram doentes, outras já abandonaram a escola. Sua mãe Francisca Albertina está decepcionada e tenta a todo custo uma solução para que a filha volte a estudar. Já os alunos dos distritos de Coité, Macaraíbe e Sabiá ficaram sem o transporte Escolar. Eles conseguem chegar de carona até outra localidade onde o ônibus passa.

O pequeno Victor Cunha teve febre emocional, constatado pelo médico. Ele sempre estudou na escola do distrito de Caraúbas, distante 9 km do município do Graça, ela é uma das escolas fechadas. Victor foi transferido para a escola do Campestre junto com outras 45 crianças. Desde então ele não quer mais estudar e a mãe foi orientada a levá-lo num psicólogo. A mãe de Victor, Jocileide Cunha está revoltada e não sabe a quem recorrer. As escolas fechadas estão se deteriorando e algumas ainda tem o cardápio na parede da cozinha, e na lousa, a última aula do dia 4 de abril.

Dona Regina revela que servidores da prefeitura costumam ameaçar os pais que reclamam da situação. O caso já foi denunciado ao Ministério Público.

Confira o vídeo reportagem, que está circulando nas redes sociais:




* Com Welligton Macedo e Sobral 24h

Postar um comentário

0 Comentários