Saúde

header ads

22 postos de combustíveis do Ceará são interditados por irregularidades


A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) interditou 22 postos no Ceará em 2018 por apresentarem irregularidades. O número representa uma queda de 43,5%, acima da média nacional, em relação aos 39 estabelecimentos que foram fechados no Estado em 2017. 
 
A redução estaria ligada tanto à fiscalização mais ostensiva do órgão regulador quanto à conscientização maior dos revendedores.
 
 
Os postos de combustíveis interditados no ano passado, seja parcial ou totalmente, estavam localizados em Fortaleza, Chorozinho, Maracanaú, Maranguape, Pacatuba, Senador Sá, Sobral e Quixeramobim. Do total, 43% foram fechados por não atenderem a normas de segurança, 43% por comercializarem produtos com vício de quantidade (redução do volume do item, sem informar a diminuição do conteúdo), e 14% pela venda ou armazenamento de mercadoria sem estar de acordo com a especificação. Hoje, o Ceará conta com cerca de 1.600 postos.
 
 
Em todo o Brasil, foram 545 estabelecimentos interditados em 2018 pela ANP, recuo de 33,8% frente aos 824 postos contabilizados no ano anterior. 
 
No País, 34% foram fechados porque não atendiam a normas de segurança; 22% pela venda de mercadorias com vício de quantidade; 20% por exercerem atividade sem autorização; 15% pela comercialização ou armazenamento de produto não-conforme com a especificação; 4% por equipamento ausente ou em desacordo com a legislação; 3% porque adquiriram ou destinaram produto de/para fonte diferente da autorizada; 1% por adquirir ou comercializar mercadoria sem cobertura fiscal; e 1% por conta de interdição antecedente.
 
 
O POVO Online