Desvio de verbas:Juazeiro e Crato são alvos de denúncias no Fantástico da Rede Globo

Cidades do Cariri são investigadas pelo Ministério Público e viraram notícia nacional na Rede Globo (Foto: Reprodução/ TV Globo)
As cidades de Crato e Juazeiro do Norte viraram destaque negativo em todo o Brasil na edição deste domingo, 9 de novembro, do Fantástico. Uma reportagem do quadro “Repórter Secreto”, noticiou investigações do Ministério Público relacionadas à desvios de verbas. No município cratense, por exemplo, entre 2012 e 2013, duas empresas pertencentes a marido e mulher herdaram R$ 1,2 milhão do município.

A reportagem começou em um posto de saúde do bairro Vila Alta, em Crato, e retratou a demora no atendimento médico quando uma mulher que, com um tumor, precisava ser operada, porém esperava pelo procedimento havia quase dois anos porque não tinha vaga. Outra desde janeiro que tenta marcar exame.

Em outro questionamento levantado pelo Fantástico, uma empresa caracterizada pela investigação do Ministério Público como “de fachada”, tinha contratos com sete cidades cearenses, dentre elas o Crato, e arrecadou R$ 724.812,94 dos quais quase metade – R$ 343.968,79 – eram de cofres públicos cratenses. A empresa que era uma papelaria, tinha contrato para fornecer “ovo tipo marrom, sal iodado, rapaduras e mistura para mingau”.

Clique aqui e assista à reportagem completa

Juazeiro do Norte

O Repórter Secreto foi a Juazeiro do Norte onde a prefeitura é investigada por desvio de dinheiro. Segundo o MP, a Distrimed foi contratada para distribuir a merenda escolar por meio de processo fraudulento que contou, inclusive, com falsificação de assinatura e simulação em licitações.

“Os preços contratados e pagos pela prefeitura de Juazeiro do Norte estão superfaturados em mais de R$ 350 mil reais”, explicou Rafael Rayou, procurador do MP/CE.

Ainda na terra do Padre Cicero, uma empresa também de fachada recebeu da gestão municipal R$ 788.928,00.

Justificativas dadas na reportagem do Fantástico:

Samuel Araripe, ex-prefeito do Crato:
“Esse fato de fachada ou deixa de ser fechada, eu entendo que isso não é competência do prefeito. Toda a parte legal ela foi fiscalizada e foi exigida da minha gestão a frente da Prefeitura do Crato”.

Raimundo Macedo, prefeito de Juazeiro do Norte:
“A gente espera que o MP apure todas essas suspeitas e se alguém for incriminado ou denunciado que ele responda e pague pelos seus atos”, disse Raimundão.

Aline Alencar, atual Secretária de Saúde do Crato sobre as filas:
“Tirar filas nós não vamos tirar em tão pouco tempo como a população solicita”.

Ronaldo Sampaio, atual prefeito de Crato:
Em nota, o atual gestor cratense afirmou que “a cota existente (repasses Do Ministério da Saúde) não supre a demanda do município, gerando filas”.

Clique aqui e assista à reportagem completa


Fonte: Miséria